O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, determinou a busca e apreensão no apartamento do ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho (PMDB) de joias, pedras preciosas, objetos de arte e dinheiro em espécie com valor igual ou superior a R$ 30 mil ou US$ 10 mil que não tenha prova de sua origem. A Polícia Federal do Rio foi para a casa do peemedebista, no Leblon, zona sul do Rio, para cumprir ordem de prisão preventiva de Adriana Ancelmo, mulher de Cabral, que já está preso. Os agentes da PF também foram ao local para localizar documentos, mídias e outras provas relacionadas aos crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e documental e organização criminosa. A prisão de Sérgio Cabral ocorreu no dia 17 de novembro na Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato.