Produtores de moda no Estado têm até 23 de março para tentarem uma vaga nos estandes coletivos que a Companhia de Desenvolvimento Econômico (Codemig) irá montar na 22ª edição do Minas Trend. Realizado pela Federação das Indústrias (Fiemg), em parceria com o Governo de Minas, o evento é considerado o maior salão de negócios do setor no país.

Podem se inscrever na seleção empresas de todas as regiões do Estado que atuem nos setores de vestuário, calçados ou acessórios. O cadastro é feito no codemig.com.br. O regulamento também está disponível na página on-line.

O Minas Trend será realizado de 17 a 20 de abril, no Expominas, no bairro Gameleira, em Belo Horizonte. Nos estandes, as empresas poderão apresentar as tendências de moda da coleção Primavera/Verão 2019.

Critérios

A seleção será feita em etapa única por uma equipe curatorial formada por renomados profissionais do setor. Os critérios analisados serão originalidade e inovação, adequação dos produtos ao público-alvo, capacidade de produção da empresa, potencial de interesse mercadológico e métodos de marketing e comunicação digital (qualidade do site e das redes sociais da marca).

O interessado em participar tem que ser pessoa jurídica ou microempreendedor individual (MEI). Podem se cadastrar empresas que já se inscreveram ou participaram dos estandes coletivos da Codemig em outras edições, exceto as anteriormente premiadas com espaços individuais.

A iniciativa busca fomentar o desenvolvimento dos pequenos produtores da indústria da moda. O Minas Trend atrai compradores de todo o Brasil e do exterior, criando oportunidades para que marcas locais exibam e comercializem os produtos num espaço privilegiado de projeção e consolidação.

Fomento

O apoio do governo do Estado ao evento integra as ações do Minas de Todas as Artes — Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa fomenta o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o território mineiro. 

Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 50 milhões em projetos de valorização dos setores de moda, gastronomia, audiovisual, design, música e novas mídias.

Contribuição

A indústria criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários.

A cadeia produtiva da moda oferece importante contribuição à economia do Estado. Em 2013, gerou riquezas no valor de R$ 3,3 bilhões, conforme pesquisa encomendada pela Codemig à Fundação João Pinheiro (FJP). 

O estudo revelou que, em 2014, os empregos do setor corresponderam a 15,2% da indústria de transformação. Os dados também mostram que a moda impulsionou a economia de 135 municípios mineiros onde o segmento tem peso maior na produção industrial do que em relação à média do Estado. 

Leia mais:

Minas Trend valoriza o feito à mão e o conforto para o Inverno 2018

Minas Trend celebra novos talentos da moda; marca mineira LED estreia na passarela

Seis marcas fecham temporada de desfiles do Minas Trend Inverno 2018