Dois adolescentes de 14 anos, que participavam de um acampamento de férias no cantão suíço de Grisons, morreram nesta sexta-feira na queda de um monomotor, cujo piloto também faleceu, na região do maciço alpino de Diavolezza, anunciou a polícia.

Uma adolescente de 17 anos, que também estava no avião, ficou gravemente ferida, segundo a polícia.

Uma investigação para apurar as causas do acidente foi aberta.

O avião era um Piper PA 28 e o piloto tinha experiência, segundo a mesma fonte.

Yves Burkhardt, do Aero-Club da Suíça, que organiza o acampamento de férias, declarou em uma coletiva de imprensa "que o mundo desabou" quando recebeu a notícia da tragédia.

"192 jovens passaram uma semana de acampamento formidável, e este voo deveria ser o ápice das férias", acrescentou.

Os jovens participavam de um batismo aéreo neste acampamento que se dedica à descoberta da aviação.

O acampamento de uma semana, que está em sua 35ª edição, recebe 192 jovens de toda a Suíça desde domingo passado.

Segundo a polícia, o piloto já havia realizado esta manhã um passeio com alguns jovens.

O acidente aconteceu com o segundo grupo, sob os olhares dos turistas que passeavam de teleférico em Diavolezza.

De acordo com uma autoridade local, membro da organização de voos aéreos na região, o acidente aconteceu durante um voo normal, sem qualquer manobra especial ou demonstração.