Principal programa de fomento de startups de Minas, o Seed (Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development) está recrutando dez agentes de aceleração para a acompanhar as empresas que serão selecionadas para a próxima rodada do ecossistema. E o melhor: os contratados vão passar por um processo de formação de seis semanas e receber toda a metologia do Seed, para depois atuar junto às startups. O contrato vai até dezembro, mas há boas chances de ser estendido. As inscrições podem ser feitas até dia 27.

“O processo de seleção dos agentes envolve análise de currículo e entrevistas. É importante que a pessoa tenha tido vivência com empreendedorismo no universo das startups, que seja inovadora e goste da área de empreendedorismo”, afirma Artur Jeber, membro da equipe de aceleração do Seed.

Segundo ele, a graduação é um pré-requisito, mas não há restrições em relação às áreas. Ou seja, o candidato não precisa ter formação na área tecnológica. “Mas é importante que seja envolvido com o mundo da tecnologia, pois vai atuar em um programa de conexão global. Vamos receber empresas de diversos países e a pessoa precisa ter uma visão curiosa sobre o que acontece de inovação em todo o mundo”, explica.

Esta é a primeira vez em que o Seed faz uma seleção aberta para agentes de aceleração. O processo seletivo deve acontecer entre os dias 3 e 5 de abril. A remuneração oferecida aos agentes de aceleração não foi informada. É preciso ter uma disponibilidade para seis semanas de intensa formação e depois para o acompanhamento da quinta rodada do Seed. 

A remuneração começa a partir do treinamento. Interessados devem fazer a inscrição aqui

Conheça o Seed

Hoje o Seed está com edital aberto para selecionar 40 empresas de inovação interessadas em passar uma temporada de seis meses de aceleração com mentorias individuais, eventos e muito networking para desenvolver seus negócios – a quinta rodada do projeto tem inscrições abertas até dia 6 de abril.  A expectativa é de que mais de 1.600 empresas se inscrevam, mas apenas 40 serão selecionadas.

No Seed, os participantes passam por seis meses de aceleração com mentorias individuais, eventos e networking para desenvolver seus negócios. Em cada rodada, participam de dois a três empreendedores por time, que recebem ainda capital semente de R$ 68 a R$ 80 mil. Interessados podem se inscrever aqui.

Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), o Seed é parte do Minas Digital, uma série de iniciativas governamentais, parcerias e rede de networking que buscam impulsionar o desenvolvimento de negócios inovadores e fortalecer a cultura empreendedora no Estado.

Leia mais:
Minas retoma programa de apoio a startups Seed