O distrito de North Slope, no Alasca (EUA), foi atingido neste domingo (12) pelo mais poderoso terremoto já registrado na região. O tremor de magnitude 6,4 atingiu uma área 67 quilômetros a leste de Kavik River Camp e 551 quilômetros a nordeste de Fairbanks, a segunda maior cidade do estado. O terremoto anterior mais poderoso em North Slope foi em 1995, de magnitude 5,2.

Para especialistas, esse novo tremor deverá levar a uma reavaliação sísmica na região. Um terremoto de magnitude 6,4 é 15,8 vezes maior que um terremoto 5,2, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA. "É por isso que, em 6,4, muda a forma como pensamos sobre a região", disse o sismólogo Mike West. "É um pouco cedo para dizer como, mas é seguro dizer que este terremoto vai levar a uma reavaliação do potencial sísmico da área."

O tremor foi sentido pelos trabalhadores das instalações de produção de petróleo em torno de Prudhoe Bay, segundo informou o noticiário local. No entanto, a Alyeska Pipeline Service Company, que opera um importante oleoduto do estado, informou que o terremoto não danificou suas instalações.

A empresa declarou que "não há preocupações operacionais" relacionadas ao terremoto, mas o gasoduto será inspecionado.

Cerca de 15 minutos após o primeiro terremoto, um segundo terremoto de magnitude 5,1 atingiu outra área no norte do Alasca, cerca de 549 quilômetros a nordeste de Fairbanks. Vários tremores secundários foram relatados em todo o norte da Alasca.

O Centro de Terremotos do Alasca diz que os terremotos foram sentidos em toda a parte leste de North Slope e até a região central de Fairbanks. Segundo o centro, não há relatos de danos.