Um atirador permanece foragido após provocar um tiroteio em uma escola secundária no sudoeste da Flórida, alertou nesta quarta-feira (14) o escritório do xerife local. Segundo as redes ABC News, CNN e meios de comunicação locais, cerca de 20 pessoas ficaram feridas no incidente  na Stoneman Douglas High School, em Parkland, disseram autoridade locais à rede ABC. A extensão dos danos e ferimentos provocados ainda não está muito definida.

Parkland é uma cidade de pouco mais de 20 mil pessoas, perto de Boca Raton, no condado de Broward, Flórida. Cerca de 3000 estudantes frequentam a Stoneman Douglas High School .

Acompanhamento

O suposto autor dos disparos ainda não foi localizado. O suspeito veste calças pretas e foi visto pela última vez na ala oeste do centro educativo, segundo a emissora "7 News Miami". Imagens do canal mostram caminhões de bombeiros e ambulâncias nas imediações da escola.

Tanto o governador da Flórida, Rick Scott, como o presidente dos EUA, Donald Trump, acompanham de perto a investigação sobre o tiroteio. "O presidente está a par do tiroteio na escola da Flórida e seguimos de perto a situação. Nossos pensamentos e orações estão com as vítimas", informou a Casa Branca em comunicado.

*Com informações da Agência EFE.

Leia mais:
Tiroteio em escola secundária na Flórida deixa pelo menos sete mortos
Polícia prende suspeito de efetuar disparos em escola da Flórida