Para muitas pessoas o fim de ano é a oportunidade de viajar, descansar e sair da rotina. Para quem tem filhos, então, é o período ideal para sair de férias. O problema é que nessa época a demanda é maior em relação aos outros meses e os preços de passagens e hotéis costumam disparar. O professor do curso de Turismo da Estácio de Sá e diretor da agência Linea Viagens e Turismo, Amaury Grego Júnior, separou algumas dicas para evitar estresse, gastar menos e aproveitar ao máximo a viagem:

Planeje: Não deixe para decidir 15 dias antes o seu destino. Os preços estarão exorbitantes e você não terá tempo de programar o roteiro. “Uma viagem bem planejada com a orientação e auxílio de um profissional é melhor aproveitada, reduzindo o risco de eventuais problemas ”, ensina o professor.

Compare os preços antes de decidir: “Faça uma planilha com os gastos previstos na sua viagem, anote valores de passagens e hotéis antes de se decidir. Saiba que orçamentos não garantem preços. Valores e disponibilidade de lugares alteram conforme a demanda”, observa o especialista.

Pesquise opções de passagens aéreas: “Existe uma grande variação de preços, dependendo do dia, da semana, do horário e até mesmo do tempo de duração de sua viagem. Vale a pena ter flexibilidade para as datas de ida e volta. Mesmo que por curiosidade, evite consultar os portais pela internet. Ao consultar um voo específico, você informa a sua intenção de compra e o sistema registra o volume de pessoas interessadas neste ou naquele voo específico. À medida que os voos ficam mais cobiçados, o sistema reajusta a oferta e os preços de venda. Muitas vezes a compra não é efetivada, mas o simples fato de consultar provoca o aumento do preço em função de um potencial aumento da procura”, explica Amaury.

Praia?
Nem sempre a praia é a melhor opção: Fim de ano, verão e a maioria dos brasileiros quer ir para a praia. Justamente por quase todos usarem essa lógica que o resultado é preço elevado. “Evite lugares de alta temporada que, além dos preços salgados, estarão lotados de gente disputando o melhor lugar na areia, nos restaurantes, nos bares”, lembra Amaury.

Cogite destinos internacionais: “Hoje não existe mais a clássica divisão entre baixa e alta temporada. Durante todo o ano, o fluxo de pessoas viajando é muito grande. Famílias com filhos em idade escolar buscam viagens durante as férias escolares. Por outro lado, jovens independentes, casais sem filhos e os participantes da Melhor Idade, preferem viajar durante as demais épocas do ano. No final de ano é inverno na Europa e nos Estados Unidos, e o custo poderá ser menor em relação a uma viagem realizada durante o verão no hemisfério Norte. Planejando com antecedência, boas opções poderão atender os mais diversos bolsos, além de proporcionar diferentes experiências.

Se você tem poucos dias... “Se você terá apenas alguns dias de folga entre o Natal e o Réveillon, busque viagens mais curtas, em locais mais tranquilos e fora das grandes programações festivas de final de ano. Esta poderá ser uma alternativa excelente”, afirma o professor.