Um dia após o pronunciamento de Victor Chaves sobre a suposta agressão contra a esposa, Poliana Bagatini, o advogado do cantor falou sobre o caso na manhã desta quarta-feira (5), em Belo Horizonte. Felipe Martins Pinto afirmou que o cliente "puxou e depois empurrou" a vítima para que ela saísse do elevador. 

"O Victor chega na casa da mãe, se depara com a Poliana extremamente agressiva. Ela tinha agredido a mãe dele, quebrado os objetos na casa e ainda assim ele tenta acalmá-la sem nem encostar nela. A Poliana diz que queria pegar a filha do casal para ir embora, mas ela não é de Belo Horizonte, mal conhece a cidade, e o Victor disse que ela não sairia de lá com a filha deles, uma criança de um ano. Ele se coloca na porta do elevador e ela entra à força. Nesse momento, ele a retira do elevador, é essa a questão que está em discussão", disse. 

Poliana Bagatini está grávida do segundo filho do casal e denunciou o marido por agressão. Conforme boletim de ocorrência feito pela mulher no dia 24 de fevereiro, o cantor teria a jogado no chão e desferido chutes. Após instauração de inquérito, a Polícia Civil decidiu indiciar Victor por 'agressão por vias de fato', uma contravenção prevista no Código Penal que categoriza uma série de posturas violentas que não deixam lesão aparente na vítima.

advogado victorAdvogado de Victor, Felipe Martins Pinto conversou com a imprensa um dia após a indiciação do cantor

O processo agora segue para análise do Ministério Público, que decidirá se irá instaurar processo criminal contra o cantor. Conforme o advogado, Victor só veio a público se manifestar após a conclusão do inquérito para não influenciar na apuração do caso. "O inquérito foi muito importante porque mostra que o Victor não machucou a Poliana, não houve lesão. Mesmo diante de um cenário de estresse em que ele se depara com a agressividade da Poliana, em momento algum ele a machucou. Ele está tranquilo, sereno e confiante agora nos órgãos de apuração", reforçou Felipe.

Vídeo

Victor falou abertamente sobre a denúncia de agressão pela primeira vez na tarde de ontem (4), pelo Instagram, após a confirmação do indiciamento. "Eu fui indiciado legalmente por vias de fato, contravenção, ou seja, eu não machuquei ninguém. O que eu pratiquei foi um ato de desespero para conter uma pessoa que estava completamente fora de si, de pegar uma criança de um ano. E pela minha filha, o que eu fiz, eu faria de novo. Então tudo está sendo apurado devidamente", afirmou no vídeo. 

A publicação, no entanto, já não está mais acessível para todos os usuários da rede social. Na manhã desta quarta-feira (5), o cantor fechou a conta do Instagram para que só seguidores autorizados consigam ver o conteúdo. 

Entenda o caso

Conforme Felipe, a mãe de Victor teria levado a filha do casal, de um ano, para casa, sem autorização de Poliana. As duas moram no mesmo prédio. A esposa do cantor foi até a casa da sogra para pegar a criança e levá-la embora. No entanto, de acordo com o advogado do acusado, Poliana estaria "muito agressiva e descontrolada" e Victor teria ouvido os gritos na casa da mãe, ido para lá e tentado impedir a esposa de sair sozinha com a filha. 

A mãe de Victor, Marisa Chaves, chegou a fazer boletim de ocorrência afirmando que teria sido agredida por Poliana, mas, segundo o advogado, a pedido do cantor, ela retirou a queixa e não autorizou abertura de inquérito. 

O representante do cantor não informou se Victor e Poliana seguem casados e nem disse se a agenda profissional de Victor, que é cantor sertanejo, foi afetada pela exposição do caso. Entretanto, Poliana está em Campinas, na casa dos pais, desde fevereiro, e o artista, que era jurado do programa The Voice Kids, da TV Globo, foi afastado da atração.

Leia mais:
Cantor Victor Chaves é indiciado pela Polícia Civil por agredir a esposa grávida
Grávida, esposa do cantor Victor Chaves acusa marido de agressão
Cantor Victor se afasta do programa 'The Voice Kids'